Emagrecer com a Dieta South Beach

Essa é uma dieta que foi desenvolvida por um cardiologista chamado Arthur Agastston, que também ministrava aulas na Miller School of Medicine, na Universidade de Miami.

Desde então, essa dieta vem se tornando cada vez mais presente e chamando a atenção de especialistas por causa do seu sucesso. O que muita gente nem imagina é que, à princípio, a dieta foi criada para melhorar a saúde cardiovascular e controlar os níveis de insulina do organismo.

No entanto, o que aconteceu é que alguns pacientes que adotaram essa dieta acabaram emagrecendo e é por isso que ela se popularizou tanto. Sendo assim, continue lendo para entender um pouco mais sobre a Dieta South Beach.

Como fazer a South Beach?

Essa é uma dieta baseada no consumo de gorduras boas e carboidratos bons. Assim, não é preciso evitar nenhum desses dois nutrientes, apenas consumi-los da forma correta.

Sendo assim, podemos dizer que a maior premissa desse protocolo alimentar é conhecer quais alimentos são bons e quais são maus.

Uma das maiores vantagens é que ao passo que você irá perder peso, você também vai ganhar saúde, o ReduSlim pode ajudar neste processo de emagrecimento também, por ser totalmente natural.

Um adendo importante é lembrar que essa dieta também é dividida em três fases, como a dieta Dukan, por exemplo.

  • Fase 1

A primeira fase dessa dieta, como de todas, é a mais restritiva serve para colocar o corpo em estado de queima de gordura. No entanto, ela dura apenas duas semanas, mas muita gente acha que não é tão simples de ser mantida.

Nessa fase, pode-se consumir carnes magras de todos os tipos, bem como ovos, saladas, amêndoas, algumas oleaginosas e azeite.

Com isso, já é possível eliminar aquela vontade de comer doces. Se você não tiver esse problema ou sua meta de emagrecimento é inferior a 4kg, você já pode ir para a próxima fase.

  • Fase 2

Essa fase irá durar 4 semanas e possibilita eliminar cerca de 4 quilos, portanto, se essa é a sua meta de perda de peso, já pode começar daqui.

São permitidos carboidratos integrais, introduzidos gradualmente, bem como frutas de baixo valor calórico.

  • Fase 3 – Manutenção

Essa fase dura para sempre, ou seja, serve para você manter os hábitos saudáveis que adquiriu durante o processo de emagrecimento das fases anteriores.

Assim, basta seguir alimentando-se de carnes magras, saladas, bons carboidratos e tudo o que já foi ensinado antes.

Uma vez por semana, também é permitido consumir um doce de até 75 calorias.

Conheça Todos os Detalhes da Dieta Detox à Base de Uva

Quase tudo pronto para as férias… exceto o nosso fitness. A tentação é correr para se esconder com dietas drásticas e não saudáveis. Na verdade você deveria ter pensado nisso já na primavera, optando por uma dieta hipocalórica e atividade física moderada, mas se for para eliminar aqueles dois ou três quilos extras que definitivamente estragam a roupa de banho, mas também o moral, e se o objetivo é preparar o nosso corpo para o relaxamento total das férias em nome do bem-estar, aí vem uma dieta simples e rápida, rica em antioxidantes e excepcionalmente desintoxicante , a Dieta da Uva.

O uso da uva, como energizante e tônico para o corpo, se perde nas brumas do tempo. Na verdade, já na antiguidade, fez-se uso extensivo deste fruto extraordinário com inúmeras propriedades para fins terapêuticos, para melhorar as condições do organismo.

A terapia, mais conhecida com o nome de ampeloterapia , é basicamente uma dieta à base de uvas, para restaurar a vitalidade e o bem-estar do corpo cansado ou sob estresse, para perder alguns quilos e purificar o corpo de todas as toxinas acumuladas durante o estação.

Essa dieta funciona melhor se você usar também um emagrecedor natural, e o detox shake funciona muito bem juntamente com essa dieta para emagrecer.

Propriedades da uva

As uvas são um aliado fantástico para os rins, pois ajudam a reduzir os níveis de ácido úrico. É uma alimentação agradável de fazer durante os meses mais quentes, principalmente na estação, e tem um efeito desintoxicante e adelgaçante imediato e sobretudo visível desde os primeiros dias, para todo o organismo.

Limpa, exerce uma acção drenante extraordinária e por isso ajuda a desinflar e a clarear as pernas, e em poucos dias faz perder aqueles dois ou três quilos a mais que brotaram na véspera da partida para as férias.

A uva também é rica em vitaminas e sais minerais como potássio, ferro, fósforo, iodo, magnésio e é uma fruta antioxidante  que ajuda a neutralizar a formação de radicais livres. Na verdade, as uvas contêm resveratrol e quercetina, que são os flavonodos que combatem o estresse oxidativo, principal causa do envelhecimento da pele, e que melhoram as doenças da pele, como acne e impurezas.

É uma panaceia em caso de cansaço e fadiga, ajuda a digestão ao melhorar as funções do fígado, ajuda a dormir, facilita a evacuação natural e é um valioso auxiliar na hipertensão.

Como a uva contém altas doses de açúcar, uma dieta única à base de uvas ou uma dieta que inclua grandes quantidades dessa fruta são absolutamente contra-indicadas para diabéticos.

Tem uma ingestão calórica média, cerca de 55 calorias por 100 gramas, e sendo composta por uma boa porcentagem de água, cerca de 80%, desintoxica o corpo, promove a eliminação do excesso de fluidos, melhora a circulação sanguínea e livre de resíduos e toxinas. As uvas também contêm antocianinas que têm propriedades elásticas e melhoram muito o fluxo sanguíneo.

Qual uva escolher

A natureza não está errada, as cores mais brilhantes são sempre as mais saudáveis. A melhor uva para a dieta de três dias é preta ou vermelha, madura e doce e naturalmente orgânica e não tratada.
Deve ser consumido preferencialmente à temperatura ambiente para evitar que perca as suas propriedades nutricionais.

Para variar, é aconselhável alternar uvas pretas, com uvas morango, uvas moscatel e uvas rainha.
Lembramos que a casca e o caroço da uva têm uma ligeira função laxante, por isso é aconselhável, se não tiver problemas particulares de obstipação, mastigar a uva e cuspir a casca e o caroço.

O consumo indicado, para quem não tem problemas de açúcar no sangue, é claro, é cerca de dois kg de uva por dia.

Dieta de um único assunto, sim ou não?

Geralmente, desaconselhamos fortemente a dependência de dietas de um único tema, a menos que sejam de duração diária ou no máximo de três dias para obter a sensação de esvaziamento e leveza. Uma dieta baseada em um único alimento, de longa duração, corre o risco de causar sérios problemas de saúde, pois uvas sem outros alimentos nutritivos só podem ser consumidas por alguns dias, tempo justo para se livrar dos resíduos e toxinas e retornar ao corpo um efeito restaurador imediato.

Pode optar pela desintoxicação de 3 dias alternando os tipos de uvas para não se aborrecer, ou optar por uma dieta saudável e mais saudável, equilibrada, de longa duração e média caloria, focada sobretudo na recuperação de energia e forma física. Uma dieta que também inclui grandes porções de uvas em cada refeição, pode ser seguido indiferentemente, de acordo com o gosto da comida. Em caso de dúvida, consulte um nutricionista.

Se você está procurando aconselhamento imediato e não tem nenhuma necessidade particular, para introduzir uvas desintoxicantes em sua dieta fornecendo uma dieta mais saudável primeiro, você pode consultar  The Plank Diet – bem abordado em nosso blog, ou usar macarrão Shirataki . se você é um fabricante de macarrão inveterado e deseja reorganizar seu metabolismo ou se seu objetivo é queimar um pouco de gordura rapidamente e dar a seu corpo um impulso de energia antes das férias, pode tirar algumas ideias  deste artigo.

Basta inserir – no cardápio pronto – um cacho de uvas por refeição, ou cerca de 300 gramas, um para o café da manhã, outro para o almoço e outro para o jantar, sem esquecer o lanche do meio da manhã e lanche da tarde.

Pode também optar por um batido de uva ou uma centrifugadora de todas as uvas destinadas ao consumo no mesmo dia, e portanto cerca de 2 kg de líquidos, para acompanhar as refeições principais ou para beber como uma bebida refrescante nas horas mais quentes do dia. dia. Recomenda-se não exceder as doses recomendadas.

Quando questionados se o vinho pode compensar a ausência de uvas, a resposta é não. Não procure um truque. Beba e coma uvas naturais, não fermentadas e não resfriadas. Seu corpo te agradecerá.

5 alimentos que saciam e ajudam a emagrecer

Muita gente busca com as dietas ditas “milagrosas” alcançar o peso ideal, o que muitas vezes até acaba acontecendo, porém, por muito pouco tempo. Quem consegue viver de pouquíssimas calorias ou sem carboidrato pelo resto da vida?

Pois é, e essas dietas são todas baseadas nisso, numa alta restrição alimentar que, além de prejudicar a saúde, tirando do cardápio uma série de nutrientes fundamentais para o organismo, comprovadamente, não oferecem resultado a longo prazo.

Por isso, é fundamental evitar esse tipo de dieta que promete emagrecer em pouco tempo, pois pode trazer riscos à saúde como, por exemplo, mal-estar, fraqueza, alterações hormonais e, até mesmo, o perigoso efeito sanfona.

Não existe uma fórmula mágica, a melhor forma, e mais segura, de emagrecer  é investindo em um emagrecedor natural como o Amino DTX, uma alimentação balanceada e em exercícios físicos.

E mais, quem quer emagrecer deve privilegiar aqueles alimentos que ajudam a acelerar o metabolismo, melhorar o trânsito intestinal e ajudar a queimar gorduras.

Quer conhecer alguns desses alimentos? Então, confira abaixo  nossa lista de alimentos que aceleram o metabolismo e podem ser verdadeiros aliados da dieta para emagrecer.

Aveia

A aveia ajuda a emagrecer porque é rica em fibras que têm um alto poder de dar saciedade e controlar a fome. Ela também regula a glicemia e controla o colesterol alto. Além disso, a aveia melhora a prisão de ventre, regulando o intestino e diminuindo o inchaço abdominal.

Berinjela

Riquíssima em fibra e em água e vitaminas, a berinjela ajuda a combater a retenção de líquidos e a desinchar o corpo, além de possuir baixa calorias, cerca de 25kcal a cada 100g.

Tapioca

Como a tapioca possui baixo valor calórico, ela pode perfeitamente ser usada para substituir o pão. Não é para menos que virou queridinha dos atletas, pois é fonte de energia, podendo ser recheada com todo tipo de alimento, como azeitona preta, queijo branco, folhas, tomate e pimentão. E mais, a tapioca também proporciona a sensação de saciedade, o que ajuda muito em qualquer dieta para emagrecer.

Azeite

Considerado uma das fontes de gordura mais saudáveis, o azeite, principalmente, extra virgem, pode até ajudar a reduzir gorduras localizadas. E não é só isso, o azeite também contém propriedades antioxidantes que trazem benefícios para a pele. É preciso entender que o azeite é feito de óleo de oliva, que ajuda a baixar os níveis triglicerídeos, aumentar o colesterol HDL e estimular a liberação de GLP-1, que é um dos hormônios que ajudam a manter a sensação de saciedade.

Pera

A pera é uma fruta que, além de deliciosa, pode ser uma ótima aliada nas dietas para emagrecer, pois é rica em fibras ​​​insolúveis, que melhoram o trânsito intestinal, garantindo a sensação de saciedade. E mais, por conter muita água, a pera também ajuda a regular os níveis de colesterol no sangue. A dica é procurar consumir uma pera 20 minutos antes das principais refeições.